quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Se deu Mal


Advogado tenta tirar credibilidade de Policial em audiência e se da mal





Trata-se de um e-mail que recebi.


Fato verídico acontecido em uma Vara Criminal da cidade de São Paulo durante o depoimento de um policial e pelo advogado de defesa do réu, que tentava abalar a sua credibilidade. 


Advogado: Você viu o réu fugir da cena do crime?
Policial: Não senhor. Mas eu o vi há algumas quadras do local do crime e o prendi como suspeito, pois ele se trajava conforme a descrição dada do criminoso.

Advogado: E quem forneceu a descrição do criminoso?
Policial: O policial que chegou primeiro ao local do crime.

Advogado: Um colega policial forneceu as características do suposto criminoso. Você confia nos seus colegas policiais?
Policial: Sim, senhor. Confio a minha vida.

Advogado: A sua vida? Pois bem, então diga-nos se na sua delegacia tem um vestiário onde vocês trocam de roupa antes de sair para trabalhar.
Policial: Sim, senhor, temos um vestiário.

Advogado: E vocês trancam a porta com chave?
Policial: Sim, senhor, nós trancamos.

Advogado: E o seu armário, você também o tranca com cadeado?
Policial: Sim, senhor, eu tranco.

Advogado: Por que, então, policial, você tranca seu armário, se quem divide o vestiário com você são colegas a quem você confia sua vida?
Policial: É que nós estamos dividindo o prédio com o Tribunal de Justiça, e algumas vezes nós vemos advogados andando perto do vestiário.

Gargalhada geral inclusive do Juiz que foi obrigado a suspender a sessão. 



Publicado em Direito e justiça 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Palavrões não são permitidos!!!